Soluções para clientes

Triângulo
Pa Landers 2

A P.A. Landers conduz suas operações de reciclagem de uma tonelada e meia de asfalto e concreto por ano em suas instalações de 68 acres, a cerca de 20 milhas da região metropolitana de Boston. "É muito difícil encontrar um local de despejo ou reciclagem na região da Grande Boston. É por isso que expandimos nossas operações de processamento neste local", disse Preston A. Landers.

Para obter mais capacidade de processamento, a Landers adquiriu a nova planta de trituração de cone portátil Telsmith 44SBS-H-CC em 2013. Ela escolheu essa planta compacta, de circuito fechado e autônoma, devido ao seu projeto simples e sua capacidade de produção. "Ela é altamente produtiva para o seu tamanho e era exatamente isso o que queríamos. Além disso, sua portabilidade nos permite realocá-la facilmente sempre que necessário. Nós também queríamos um cone, já que nosso material abrasivo é um pouco impiedoso com plantas de impacto. A vida útil desse cone é muito superior ao das barras de golpe em impactores", afirmou Landers.

Pa Landers 3

Como um circuito secundário, o cone reduz o material a 3/4 polegadas para a maioria dos nossos produtos", disse Landers, completando que a planta é equipada com um imã para separar qualquer detrito de aço.

A planta Telsmith é equipada com uma tela horizontal de 6 x 20 pés, de deck e eixo triplos. "Ela está configurada para nos proporcionar bastante flexibilidade. Se quisermos, podemos abrir um painel lateral na caixa da tela e retirar um produto adicional para um transportador de descarga lateral", disse Landers. Referindo-se aos seis transportadores integrados à planta, Landers afirma que os engenheiros da Telsmith personalizaram as configurações do transportador para atender às suas aplicações da melhor maneira possível.

Chuck Merritt, supervisor da instalação, disse estar satisfeito com a personalização da planta, bem como, com sua facilidade de manutenção. "Contamos com fácil acesso pela tela para trocas rápidas de mídia", disse Merritt. Ele continua, dizendo que basta uma rápida operação de apenas um homem para limpar qualquer potencial acúmulo de detritos. "No final do turno, nós abrimos a porta de acesso e verificamos se há algum acúmulo. Há dois pontos de derrame, portanto, se o cone ficar cheio, o material sai pelas rampas de derrame e cai de volta na esteira. Isso poupa muito tempo. Em nosso cone anterior, os acúmulos faziam com que o material se espalhasse sobre o cone e nas passarelas, exigindo que a máquina ficasse inoperante para limpeza", ele completa.

Além disso, Merritt afirma que é fácil ajustar o cone. "Ele possui fácil operação e indicadores digitais que mostram as configurações atuais, ao mesmo tempo em que também nos permitem acompanhar o desgaste do revestimento", afirmou.

De acordo com os engenheiros da Telsmith, o cone 44SBS foi projetado com uma única unidade de potência para todos os seus sistemas hidráulicos, o que inclui proteção contra sobrecarga, ajuste dinâmico, bloqueio e liberação hidráulicos e um sistema antirrotação. Na maioria das instalações, um sistema antirrotação prolongará a vida útil do manganês e oferecerá um produto mais cúbico. No projeto da Telsmith, um pequeno motor hidráulico é anexado ao eixo, evitando que o cabeçote gire enquanto opera com alimentação intermitente. Além disso, os sistemas hidráulicos da Telsmith utilizam uma bomba de deslocamento variável compensada por pressão para promover a pressão e o fluxo hidráulico corretos em todos os momentos. Para reduzir a necessidade de manutenção, o tempo inativo e garantir uma pressão mais consistente, não são utilizados acumuladores.

E o mais importante: Merritt e o operador da planta salientam que ela oferece uma considerável capacidade e versatilidade de produção. "A planta nos oferece as capacidades que desejávamos, e podemos mudar de um produto para o outro num piscar de olhos. Assim que esvaziamos o alimentador e retiramos o material da esteira, já podemos partir para outro produto sem precisar fazer qualquer modificação", afirma.

"No geral, o investimento que fizemos na planta foi exato para garantir a rentabilidade desde o início", disse Landers. "Mas não apenas o preço é importante, como também o suporte da fábrica. Os engenheiros e técnicos de serviço da Telsmith atenderam a todas as nossas necessidades. Eles estão sempre à disposição quando precisamos de ajuda. Eles ofereceram suporte a esta planta 100% do tempo. Ela funciona como um relógio suíço", afirma.